sexta-feira, 7 de maio de 2010

POESIA: VERSO


Salvo o conduto, esperado
Espanto as rimas, versejo
Completo o que é reflexo
Não! Não me atiro, respiro
Os versos se inspiram...
Corto então o medo
Paro no anteparo, respiro
Inverto os créditos.
As palavras correm
Escorrem, sangram, pulsam,
Horas soltas,quando vejo
Sou englobada,
É próxima a madrugada.
Atiro-me entregue e absorta...
E o verso então o que é?
Sim! Sou seu palpitar!

-Angel-

2 comentários:

  1. Simplesmente linda poesia, encantada Angel...
    Bjs
    Mila

    ResponderExcluir
  2. Ai ai ai que legal que gostou!! OBRIGADA!!

    Bjusssss

    ResponderExcluir

Obrigada pelo o comentário, que sempre vem acompanhado de carinho!

Bjos...