segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

DESEJOS...


Espero-te nos sonhos acordados
Entre um olhar perdido e outro.

Espero-te nos sonhos adormecidos
Entre as estrelas e a lua distante.

Espero-te nos meus abraços
No singelo amor em silêncio.

Espero-te nos meus beijos
Entre  a alquimia e o desejo...

E entre todos os desejos....
Desejo que penses em nossos desejos.

-Angel-

PORQUE GENTE GOSTA DE GENTE!


Um aconchego quente,
Abraçadinho de olhar,
Ocupar o espaço
Num afeto oferecido,
Sem menor cobrança,
Mesmo em silêncio,
Acarinhado abraço.
Porque gente gosta de gente!


Uma palavra qualquer,
Mansamente vem se fazer
Comemorar coisa qualquer,
Apenas dar boas vindas,
Confessar o que está sentindo,
Desejando alguma conversa,
Apenas para merecer apoio.
Porque gente gosta de gente!


Uma vontade de está junto
Verificando todo o cuidado,
Mesmo não sendo "namorado",
Alguém que faça bem,
Que role uma química
Que seja mesmo amiga,
Que agrade ao coração.
Porque gente gosta de gente!


Uma vida observando a outra,
Na certeza de está presente,
Amizade de outras amizades,
Envolvendo novas emoções,
Construção de outras construções,
Num mar amigo de revelações,
Pois enfim, a vida se faz assim:
Porque gente precisa de gente!

-Angel-


OBS: Desejo para vocês um ano novo maravilhoso, de muita paz, saúde, sorte e aconchego!

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

A ROSA...



Imprimi uma rosa feito tatuagem
Cravada no seu coração:
Das pétalas meu melhor sorriso,
Dos espinhos minha louca paixão.
Em meus lençóis em desalinho
Joguei-a infinitamente perdida
Assim como se encontra
A minha saudade, minha emoção...
Ao léu, a espera, sedenta,
Na expectativa de que castiguei
O suficiente para retornar para mim.

-Angel-

CORAGEM COVARDE...


Quisera ter coragem
De descartar você...
Mas a música faz lembrar
Que parece que o tempo
Ainda é agora
E o pensamento lhe procura.
Meus olhos lembram os seus
Numa viagem inevitável...
Indicando que minha coragem
Está ainda covarde
Para esquecer você.

-Angel-

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

SONHAR VOCÊ



Dentro de meus sonhos
Esqueci de seu rosto,
Seu perfume se diluiu no ar,
Se ao seu lado, andei
Não lembro bem...
Só sei que dentro de meus sonhos
Folheie como um livro
Que escreveu a saudade
Que embora não admita
Perde-se sonhando você!

-Angel-

domingo, 28 de novembro de 2010

INTENSIDADE


Vou acompanhar-me de sonhos,

Emergir a intensidade prateada

Num gesto adormecido corpóreo

Unindo, corpo e alma.

Verso e prosa, movimento

E doce paralisia,

Reiniciando subconsciente...

O que foi o sabor do dia,

Deleitar plumas e paraísos

Descritos em memória

Que amanhã não sei dizer!



-Angel-

REFLEXÃO...



Não desejo batom vermelho,
Nem cores ou gestos de sedução...
Hoje em plena beleza natural,
Deixo que o tempo seja a resposta
Para tudo o que agi, omiti e pensei!

-Angel-

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

NOSSOS LABIRINTOS...


Há em nossos espelhos internos
Um não sei o quê de incertezas...
São secretos labirintos por onde entramos,
Passamos a procura de saídas.
 
-Angel-

sábado, 13 de novembro de 2010

REESCREVER


Reescrever em fina escrita
Que a vida é bonita
Que tudo é nuvem que passa,
Que mesmo os pensamentos tempestivos
São exóticos instantes que pintamos
Como um nevoeiro que desaparece.
Sim, reescreva em fina escrita...
Que a vida é cavalgada
Por caminhos escolhidos
Prováveis ou improváveis
Como saber o certo?
Deixemos que a nossa presença
Exale perfumes que permaneçam
Na lembrança na vida de outro alguém.

-Angel-

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

LEMBRAR...


Ame, sempre ame...
Um coração sem amor,
Torna uma pessoa vazia.

-Angel-


Obs: Foto acima, arte e poesia de meu amigo lindo Savitto.

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

CARINHO


A forma mais sincera de carinho
É aquela que observamos em silêncio,
Aproximamos no momento certo,
Abraçamos a idéia do outro
Sem obtermos vantagens...
Apenas para lembrar que foi válida.
Não há melhor idéia do que o sorriso
E o abraço direto ou indireto
Para expressarmos um carinho!

-Angel-

INCERTEZAS...


Estou certa de que a minha certeza
É vento e fumaça que se vai
E nesse vai e vem de pensamentos
Absolutamente fui covarde.
Batalhei cada instante insano
Dessas incertezas...
Para não diluir o que sou!

-Angel-

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

O AMOR...


Nas asas do amor
A imaginação voa...
Real e sonho se deleitam.
Não existe o pouso no fim,
Pois ele alça infinito!

-Angel-

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

O SIMPLES...



A leveza do ser é pluma
Acarinha docemente com palavras
Ou mesmo em gestos de bondade.
Não é necessário ser muito...
Apenas com o olhar, revelamos
Na leveza do simples quem somos.

-Angel-

sábado, 16 de outubro de 2010

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

SER PROFESSOR...




Ao abraçar esta causa que considero divina.
Não espere ficar rico, ter autonomia.
Você recebe de volta, conhecimento,
Aprendizagem troca de experiência,
Ser um eterno aprendiz, ganhar a liberdade
De ser um eterno transmissor, exemplo,
Aquele que procura dar a luz para os que buscam...
Nos dias atuais, um amigo, um pai, uma mãe,
Alguém que o torne educado,
Merecedor de conhecer do básico até o abstrato.
Quem sabe?! Nós sabemos um pouco do que aprendemos
E repassamos aquilo que só por um pouco...
Aqueles que querem ouvir... Ai, ai, ai, ai... Ser professor,
Ultrapassa os sonhos que desejamos concretizar.
Ultrapassa a poesia que realmente somos..
Que nessa simples troca de transmitir e aprender,
Realizamos o sonho de contribuir para algum outro sonho.
Aquele que se chama "a esperança de um bom futuro"!

-Angel-



terça-feira, 12 de outubro de 2010

ALMA


Se bem soubesses...Que orgulho, terias?
A alma é cálida, cândida, sem cor,
Despojada de ouro, matéria, odor,
Mas carrega um brio próprio...
Aquele que te foi promulgado!

-Angel-

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

VIDA MANSA...


Sentir o vento de sombras de árvores
Respirar cem por cento, o oxigênio,
Deitar, relaxar, saborear, o fruto disso!

-Angel-

ALMA DE INFÂNCIA


Desperte a criança que mora na poesia.
Brinque de girar a dois, cante cantigas de rodas,
Se delicie de um bom sorvete, pule cordas,
Se lambuze de chocolates, dance aos ventos,
Beba o ar num lindo e sincero sorriso,
Seja só por um momento, a sua infância.
Lembre-se hoje, que criança gosta de carinho,
Atenção, compreensão e muito amor!
Assim, como éramos quando crianças!

-Angel-

OLHOS DISTANTES...


Mesmo que meus olhos estejam distantes,
O coração é ardente de vontades e sonhos.

Mesmo que meus olhos estejam distantes,
Carrego comigo, teus olhos amorosos.

Mesmo que meus olhos estejam distantes,
Estou te seguindo em pensamentos.

Mesmo que meus olhos estejam distantes,
Lembro dos dias repletos de carinho.

Mesmo que meus olhos estejam distantes,
A ausência, bem sabes, é da matéria.

Mesmo que meus olhos estejam distantes,
Meu corpo e minha alma transbordam de amor.

Mesmo que meus olhos estejam distantes,
Lembre-te, em ti estarei lembrando...

-Angel-

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

QUÍMICA


A tua pele, lembrança inquieta de minha química,
Vaga como memória viva dos encontros casuais.
Te vejo em meus sonhos mais secretos...
Aqueles em que chego, te surpreendo.
Te toco de leve, te beijo suave...
Arrepiando a tua vontade,
Aumentando teu desejo.
A tua pele, lembrança boa e envolvente
Da química, tão nossa e eletrizante!

-Angel-

sábado, 2 de outubro de 2010

CONSTÂNCIA


Se falo: Te amo!
A excelência do instante...
Está contínua no silêncio!

-Angel-

SONATA DO BEIJO...


Numa música que retira tudo de ruim...
Mesmo que a tristeza se aproxime,
Mesmo que te viole o sonho sublime,
Mesmo que te sequem os beijos de ti.
Numa música qualquer assim...
Mesmo que a violência te ronde,
Mesmo que o teu medo não te abandone,
Mesmo que no susto te afaste.
Escute os sons ruidosos dos beijos...
Mesmo que a música deles cante só saudade,
Não esqueça de ouvir a lembrança dessa felicidade!
Escute os sons repetitivos dos beijos...
Mesmo que saiam de lábios loucos,
Aqueles sedentos de paixão, ouça-os!

-Angel-

MEU ENIGMA...


Por mais que seja absurdo
Viajo sim por lugares
Que jamais imaginei...
Apenas para lavar a alma,
Renovar as energias
Alimentar o meu espírito.
Estas viagens são meus sonhos
Meu maior enigma!

-Angel-

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

PRELÚDIO DOS PIRILAMPOS


A boemia do brilho se perdeu...
Poemas, poesias, cânticos,
Em violinos e em festas,
Destilaram lampejos divinos.
Rondaram na magia de lindas madrugadas.
Ah! Misturaram-se aos sonhos...
Em milhares deles,
Perderam-se nos destinos
Cada um deles, sob a imaginação.
Ah! Os pirilampos! São luzes...
Que se lançam em prelúdios
E adormecem sonhos.

 

-Angel-

ANGELICAL...



Um anjo dentro de mim, é santo;
O outro é imagem de fogo sem fim...
Queima-me, sangra-me, corroe-me,
Sensivelmente ácida, me apavoro
Com os maus caminhos que pairam
Sobre os mil anjos que se libertam
Borboletas à fora...
E o que sei de mim? Pouco agora!
Pois sei se meu lado bom é amor,
O meu lado ruim, é paixão que arde em dor.

-Angel-

terça-feira, 28 de setembro de 2010

VOLÁTEIS...



Os perfumes são voláteis!
Eles impregnam o ar
De aromas diferentes...
Exóticos ou comuns,
Deixam o rastro de quem somos!

-Angel-

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

PENUMBRAS


Entre as sombras noturnas
A minha viagem mental
Ousada, libertina, pecadora..
Pousa bem juntinho de ti
Traiçoeira e felina
Te arranho, te beijo, te seduzo...
Nem notas! Meu anjo lindo!
Mas estou tão perto
E mesmo tão longe!
Nem as sombras
De meu silêncio...
Revelo meu maior pecado!

-Angel-

A POESIA


A poesia tem o poder de ser suave
Para as coisas do cotidiano.
O amor está contido em quem a escreve.
Encanta o coração de quem lê!
 
-Angel-

domingo, 26 de setembro de 2010

REINICIAR...


Não somos como computadores
Que reiniciamos nossos programas.
Não somos conectados a fios
Expressando energia elétrica.
Nossos sentimentos vão muito mais além...
Além do dom, da liberdade, do que pensamos,
Do que memorizamos, do que nos espera,
Do que esperamos, de nossas inspirações,
Da prosa que fazemos ou da poesia que vivemos.
Nossos sentidos são as loucuras reais que vivemos,
Num corre e corre absurdo dos dias,
Do suor derramado cada instante,
Dos gritos calados presenciando a violência,
Da aceitação silenciosa da corrupção absurda,
Da verdeira face da vida...O quê dizer mais?
O nosso reinicio é lento demais!
E palmas para aqueles ou aquelas que superam
Todo o tipo de fios que travam o nosso PC!
Viver, não é mais que viver na espera de algo...
Seria esse algo o nosso reinício?

-Angel-

NO CAMINHO DO CORAÇÃO


Meu palpite não é saudade cruel
Nem gosto de sal das lágrimas,
Sai do palpitar contínuo e absoluto
Do tilintar do coração.

Meu palpite não é grito real
Nem gosto de mágoa das lágrimas,
Sai do palpitar intrínseco e absurdo
Da voz do coração.

Meu palpite não é lembrança surreal
Nem gosto do passado de lágrimas,
Sai do palpitar saudoso e carinhoso
Da memória do coração...

Meu palpite não é sonho irreal
Nem gosto dos sonhos acordados,
Sai do palpitar desejado e atraido
Do que diz o coração...

-Angel-

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

PRIMAVERIL...


A atmosfera amena, delicada, doce
Arrisca do céu, um sorriso
Falando aos sussurros, uma brisa leve.
O tempo germina flores...
Tempo de suavidade,
O meu tempo de agora:
Vontade de sonhar, amar,
Beijar, acarinhar, ao sol brilhar...
Verbos que rimam a delicadeza
Dos dias angelicais de primavera.

-Angel-

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

AMARELA


A vida é aquarela,
Sol vivo e dia,
Da mais bela,
Do jardim, a amarela,
Quente e viva,
Escancara alegria,
Da energia ouro,
Um brilho duradouro,
De mais linda companhia!

-Angel-

terça-feira, 21 de setembro de 2010

SEMEAR FLORES...


Para conseguir flores...
É necessário que sejam semeadas,
Para o bem delas,
Para o seu olhar, a beleza...
E também para toda a natureza!

-Angel-

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

DE CORPO E ALMA


Meu silêncio fala.
São rumores inaudíveis
Selam meus lábios
Falam de canção
Monosilábica
Repetidas vezes...
Falam com alma
Dizem tanto para você!
Mas são flores,
Borboletas, beija-flores,
Fadas...Um faz de conta
Eloquente e mágico!

-Angel-

domingo, 19 de setembro de 2010

POEMA: ESCARLATE


Teus lábios me seduzem
Destino dos meus...
Com um beijo
Selamos tudo
Que do nada começou.
O céu escarlate
Anoitece dessa cor
Junto com o palpitar
Desse coração
Vermelho de desejo...
Um desejo insano
Escarlate de paixão!
Te quero! Sedutor...

-Angel-

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

POEMA: SILÊNCIO


A noite é minha companheira.
Nela, encontro teu olhar...
Em que as estrelas são perfeitas
Lapidando teu silêncio
Meu silêncio que em mil palavras
Reconheço são nossos sentimentos
Que se tocam
Nesta noite-estrela
De tanto e de nós...
Sorrisos, palavras, lágrimas
Carinhos, beijos, segredos...
Confesso. Eu simplesmente confesso!

-Angel-

POEMA: INSANOS INVERSOS


Ai ai de meus pensamentos absurdos!
Eles filtram tanto de minha inocência,
Que em menos de segundos, nem saberia
Ao certo se seria um ser humano...
Ou algum animal instintivo!

Ai ai de meu controle, minha mania de policiar-me!
Ela vasculha certamente todo o desejo insano,
Profano e louco. Titubeio, gaguejo, mas esqueço.
As vezes, esqueço tanto de mim...
Que um anjo paralelo e invisível, conduz-me!

-Angel-

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

POESIA: CREPÚSCULO


A minha dor...
Gosto de lágrima
De saudade.
Maldita dor crepuscular!
Entardesce solitária
Entre buscas perfumadas...
Maldita
Solitária dor
Desejo, lágrima, querer,
Inquietação!

-Angel-

domingo, 12 de setembro de 2010

PENSAMENTO: SOBRE O DESTINO...


Vou deixando a vida me levar,
Procuro não discutir muito com o destino.
" Deus sempre escreveu certo
Por linhas tortas!"

-Angel-

POEMA: O TEU OLHAR...


Esse teu olhar cativa
É jóia rara
Nas noites jamais enluaradas
Negros espetáculos
Pérolas negras
Que expressam vidas...
Memória, história.
Perfeitos desenhos
Confundindo a noite,
A retina e os mistérios!

-Angel-

POEMA: FASES...


Evito falar o quê penso
E penso que muitas vezes
Insisto...E rapidamente decido...
Desisto...Entre o certo e o errado,
Quem vai saber o certo?
Quando escolho um caminho,
Insisto...Mas tropeço,
Desisto...E tropeço...
Os caminhos...Quem saberá o certo?
Se de fases, persisto...
Descobri que sou como elas...
Insisto, desisto e depois persisto!

-Angel-

sábado, 11 de setembro de 2010

POESIA: ENTRE MEUS LENÇÓIS...


Há tanto de mim...
Suor, segredos, solidão!
Mas meu silêncio neste
Mar de sons noturnos...
Termina em ti
O silêncio tem a voz de quem o sabe ouvir.

-Angel-