quarta-feira, 30 de junho de 2010

POEMA : RETORNAR


Tudo na vida passa...
Perceber nossos rumos
Nesse vendaval de ilusões
Desperta que somos cósmicos
Únicos em matéria e espírito.

Tudo na vida passa...
As lembranças se desenham
Caminham como as emoções
Desperta que somos lágrimas
Únicos em sorrisos e mágoas.

Tudo na vida passa...
A saudade dedilha músicas
Sons de um querer rever
Desperta que somos palavras
Únicos em alegrias e tristezas.

Tudo na vida passa...
Perceber que o tempo já se foi...
No tilintar do tic tac do coração,
Desperta que somos escravos dele...
Únicos elos presentes e perdidos!

-Angel-

POEMA: MISTÉRIOS


Saboreei entre o céu e a terra
Um voo em sonho misterioso.
Aquele que estavas sob a luz
Espreitando em penumbras
Meu mundo silencioso...
Meus olhos desnudados
Pele virgem de beleza exótica.
Atraído, emudecido...
Passeavas só no olhar
Detalhes de mim!
Mas como os mistérios
Se fazem perante os sonhos...
Jurastes que só mais uma vez
Voltarias nesse encontro, determinando:
-Vou viver o teu melhor mistério!

-Angel-

POETRIX: MEDO...

                                                                                  
 O longe e perto de ti, exalta...
 O longe e perto que te palpito
O querer e sofrer que repito!

-Angel-

POEMA: RASTRO DO TEMPO


Deletei nas digitais de meus olhos
Os atributos inspirados que dilui
Em lágrimas a minha busca por ti.
Nessa minha angústia  silenciosa
A saudade falou mais alto...
Foi em pedaços reviver o que foi nosso
O que distraidamente penso
Naqueles momentos loucos
Abraços, sorrisos, beijos...
O meu amor está em coma
Já nem sei se retornarei aos teus apêlos.
O silêncio sempre me fala mais alto.
Vou assim deixar o tempo passar,
Talvez renascerá uma nova chama
Aquela que te deixei pensando...
"Sim, ela está ainda apaixonada."
 
-Angel-

quinta-feira, 24 de junho de 2010

terça-feira, 22 de junho de 2010

POEMA: SOLIDÃO TEMPESTIVA...


Meu mundo gira feito furacão
E de canto a canto...
Não vejo saída para a solidão.

E te pensar...
Aumenta minha tempestade
Uma vulcânica vontade
Em te rever, abraçar, beijar,
Agora como faço em pensamento
Tormentos e tormentos
De muita e muita solidão!

E meu mundo fica aqui furacão,
De canto a canto...
Não vejo saída para a solidão!

-Angel-

segunda-feira, 21 de junho de 2010

POEMA: EU SEM VOCÊ...


Amor, eu sem você...
Sou um campo sem flores,
Flores sem beija-flores,
Sol sem brilho,
Dia sem sol,
Mar sem ondas,
Ondas morgadas,
Vento sem movimento,
Coração sem sentimento,
Nele, tardes sem crepúsculos.
Sou inerte, sem você,
Todos os dias são sem fim...

-Angel-

POETRIX: FOGO


O facho do fogo interior...Incendeia!
É o foco do fogo que guarda alma...Incendeia!
É o palpitar de um coração no amor...Incendeia!

-Angel

sexta-feira, 18 de junho de 2010

POEMA: SER POETA DO MUNDO



Como ser poeta neste mundo?
Procuro palavras que se encaixem,
nesse quebra cabeça atual.
Como agradar as pessoas?
O corre corre é tempestivo,
Chove de tudo, para todos os gostos,
Todos os gestos,um universo amplo,
Digitado em segundos, rápido,
Um trem de pensamentos voam...
Mas como ser poeta neste mundo?
Coloque um pouquinho de popular,
Uma única pitada, para ver o que dá...
Mas sem esquecer de cantar, contar,
Pluralizar o amor em mil versos.


-Angel-

POEMA: O QUE É O AMOR?


Um momento de todos os momentos...
O melhor de nossas VIDAS!
No momento que se vive o amor,
Amar, simplesmente é TUDO!
E assim, tudo, já nos basta
Nesses momentos!

-Angel-

Obs: Minha pequena homenagem a JOSÉ SARAMAGO (1922-2010), que tanto escreveu sobre o amor.A pergunta foi feita por Sérgio e aqui também o meu agradecimento a este amigo, que me estimulou para esta inspiração!

quarta-feira, 16 de junho de 2010

POEMA: UM PAI AMIGO


Pai, a tua ausência...
Tem um gosto amargo
De um chocolate que ficou
na metade de meu sabor.
A ausência de teu sorriso,
Do teu reconhecimento
De que eu ainda estou perto,
Observando o teu lento
Movimento, teu pensamento.
Transforma este sabor em dor.
Pai, estou aqui perto
Da tua subconsciência,
De teus sonhos, velando,
Sem exigência de retorno.
Numa angústia própria, minha...
Da lembrança linda de nossos papos,
Sorrisos, trocas de carinhos,
Cumplicidade, ternura, segurança.
Estou sentindo este deserto
Que é te ter e não te ter...
E nesses inumeráveis sonhos
Meus e teus, juntos só nos falamos
Assim, através de sonos breves
Onde não te sinto meu, mas dos anjos.
Pai, penses o que pensar nessa presença
Viva, mas ausente, que o meu amor...
Jamais morrerá, irá contigo,
Para sempre e sempre, eu te amo, ouviu?

-Angel-

POETRIX: VALOR DA AMIZADE


A ausência de uma amizade
Pode ser sentida em silêncio,
No momento do grito da saudade.

-Angel-

Obs: A foto acima foi uma mensagem do amigo Paulo,que achei de muito bom gosto e verdadeira! Obrigada,amigo!

sexta-feira, 11 de junho de 2010

POEMA: IDENTIDADE


A mão é chama, é fogo,
Digitais de vida que pulsa
Respira, transpira, doa,
Diz ou não diz;
Transborda o que é
A quem pertence
A quem se permite
O que se omite.
Marca que persiste
Na qualidade de que é
Aceitação, negação,
Intenção, abnegação,
Mágoa ou perdão;
As linhas se apropriam mãos
Territórios únicos,
Pessoais, de que são...
Pertencentes as identidades.
A identidade de serem humanas!


-Angel-

quinta-feira, 10 de junho de 2010

POESIA: MESMO EM PRETO E BRANCO- TE AMO!


Quando menos espero é noite,
As estrelas, poucas nuvens e...
A lua? Nova lua, invisível,
Assim e aqui como ocultos
São teus olhos da cor
Que o meu pensamento imagina.
Imagines! Assim como a noite...
Em preto e branco, a retina e íris,
Fazendo festa, onde pela fresta,
Vejo-te espreitando, numa silhueta
Que muito amas, como nova lua...
Em ocultas nuvens, sou eu nua!

-Angel-

quarta-feira, 9 de junho de 2010

SELINHO...



Presente da amiga Mila, do BLOG:
Pensamentos de Mila
(http://imagesandphrases.blogspot.com/)

Regras:

Dizer de quem recebi o selinho e colocar o link da amiga (Clique no Blog acima)
Dizer três coisas que admiro em uma pessoa:

Sinceridade
Constância
Alegria

(A parte difícil, rs)
Indicar seis amigos:
O MUNDO DA POESIA (http://alessandrapn.blogspot.com/)
EDMILSON JÚNIOR- Reflexões (http://edmilsonjunior-reflexoes.blogspot.com/)
TERE E POESIAS
POETIZAR É ARTE, ESCREVER FAZ PARTE (http://poetizarfazparte.blogspot.com/)
DAEZ SAVÔ (http://daezsavo.blogspot.com/2010/05/alma-gemea-da-minha.html)
VIDA


Bom, acho que é isso...Beijos

terça-feira, 8 de junho de 2010

POEMA: SILÊNCIO


Entre nossos castelos construídos

O silêncio guarda tanto...
Faz dos amantes,
O acolhimento das carícias
Secretas e submissas,
Cumplicidade dos amores proibidos.

O silêncio é revolta...
A volta do passado
Que doe e deixa a saudade
Se consumir em lágrimas
Dos amores partidos.

O silêncio é muito...
Entre as paredes frias do quarto,
Permeando os rumores
Dos pensamentos que giram
No céu dos sentimentos.

O silêncio é companhia...
O diálogo perfeito
Entre o corpo e alma,
Numa junção inseparável
Do que vivenciamos e sentimos.

E em infinitos labirintos, o silêncio!

-Angel-

segunda-feira, 7 de junho de 2010

POESIA:OLHOS DA SOLIDÃO


Observei que meus olhos são vazios,
Neles, o pensamento voa...
E só encontro a solidão!

Observei que meus olhos são frios,
Neles, o pensamento voa...
Estão sim, a sua procura!

Observei que meus olhos são pupilar,
Neles, o pensamento voa...
Estão longe, dentro deles, você!

Observei que meus olhos são lembrar,
Neles, o pensamento voa...
Estão lágrimas, a saudade de você!

Observei que meus olhos são amar,
Um mar perdidos de ilusões...
O marejar claro de loucas paixões!

-Angel-

POESIA: A MERCÊ DA ESPERANÇA...


Dizem que os sonhos são o prelúdio
Do que chamamos de esperar...
Esperar um sorriso,
Esperar um abraço,
Esperar um calor,
Algo que acenda o fogo
O fogo interior da alma.
Ninguém se sente completo
Sem um outro alguém...
E isso é certo!

Dizem que os sonhos são o prelúdio
Do que chamamos de esperar...
Esperar um novo dia,
Esperar um sol brilhante,
Esperar um calor.
Algo que torne-se fogo
Acenda nossa luz interior.
Ninguém se sente só
Se existe outro alguém...
Dentro do coração. Isso é certo!

-Angel-

sábado, 5 de junho de 2010

POESIA: LÁCTEA...PELE


A lácta pele que universalmente
Encontro-me em sonhos
É enamorado das estrelas
Cósmico e por vezes invisível,
Sublime e vulgar...
Vem, habita-me, seduz-me,
Faz comigo loucuras de amar...
E como uma pele láctea,
Nebulosa, estrelar,
Enamora-me em sonhos
E nas nuvens vai iluminado!

-Angel-

PENSAMENTO: A POESIA...


A poesia tem o poder de ser suave
Para as coisas do cotidiano,
O amor está contido em quem as escreve.
Encanta o coração de quem lê!

-Angel-

sexta-feira, 4 de junho de 2010

POESIA: A TARDE E O AMOR


As marés dos amores entardecidos
Encantadores beijos apaixonados
Serram os olhares vagos, distraidos
Numa única paixão, perdidos.
O amor mora assim, sem nenhum motivo,
Um querer ficar junto, contidos,
Um amante do outro, sendo...
A testemunha maior desse enlace
O sol que já se vai, vermelho,
Nas brumas dos mares e ondas,
No vai e vem dos amassos e beijos!

-Angel-

PENSAMENTO: FLORES...


Para conseguir flores...
É necessário que sejam semeadas,
Para o bem delas,
Para o seu olhar, a beleza...
E também para toda a natureza!

-Angel-

quinta-feira, 3 de junho de 2010

SONETO: VALORES...


Os lenços do passado são meras lembranças.
Algo que a magia dos tempos levou-os longe!
Os amores hoje, de tão efêmeros, são danças,
Troca troca de lugares, olhares, um lance!

As orgias de outrora, eram feitas de fantasias,
Boemias, músicas, serenatas. A busca do amor...
Que se encontrava, morava por longos dias,
A eternidade dos amores apaixonava o próprio amor!

Hoje, o calor daqueles dias já viajou...
No corre e corre do tempo, a fila andou...
Se demorar, logo outro sentimento virou...

E os valores do passado e do futuro? Pirou?
Enlouquecidos, esquecidos, ultrajados!Por quê parou?
Se existe o amor ou não...O lance é correr...Sacou?

-Angel-

POESIA: VENDAVAL...


Por meia hora achei
Que o vendaval fosse
Um caminhar rápido
Das mensagens dos ventos.
Mas percebi que o centro
Tornou-se um vendaval
Tormentos de sentidos
Tontos, tortuosos, lamentos.
Oh! O que nunca saboreei...
Hoje já faz parte
Desse mover e remover
Dos grãos de areias.
O que permite-me ver?
Não, não consigo...
A brisa mudou seus rumos,
Deixou-me nesse nebuloso
Vendaval de estranhos sentimentos!

-Angel-

POEMA: TEU PERFUME...


A lembrança de teu perfume
Trai-me todo o instante,
E de vez em quando,
Sem perceber, o sinto...
Forte, insistente,
Sem pedir licença, entra
Na janela de meu quarto
Deixando-me inebriada
De uma felicidade momentânea,
Tento não respirar, mas...
A memória diz em silêncio:

Sim, ainda te quero!
Vou sim, esperar!

Mas logo como um perfume
Que também se vai em nuvens,
Dissipo o pensamento...
O vento se encarrega
Levando para longe
O que resta de ti.
Ah! Se pudesses voltar!
Então o teu perfume estaria
Perto de meu alcance.
E minha memória diz
Me castigando e em silêncio:

Sim, ainda te quero!
Vou te esperar!

-Angel-

quarta-feira, 2 de junho de 2010

POEMA: VOCÊ MEU BEM


O espaço voa meu tempo
E meu tempo aumenta
Num destilar da distancia.
Você, meu bem
Deixa esse espaço.
O vazio me dá medo
E esse silêncio...
Me faz lembrar ainda mais você!
O que é bem querer
Pode ser amor? Pode ser?
Você, meu bem
Silencia tudo o que duvido,
A certeza pode ser ilusão
E se me iludo...
Só vejo você sorrindo
Dizendo palavras sem sentido
Aumentando o meu abismo!
Mas você, meu bem
Dar sentido ao que sinto...
Pode ser amor? Pode ser?

-Angel-

POETRIX: BILHETINHO...


Sem muitas linhas...
Escreveste tudo,
Em breves palavras!

-Angel-

Obs: A foto acima é de fantasia...

terça-feira, 1 de junho de 2010

POEMA: DESNUDE-ME


Estou sensualmente lânguida
Exalo dos lábios, hortelã,
Pressupostos, prontos aos beijos.

Aos poucos e insinuantes
Meus seios atraem teus olhos
Que te saltam em afã.

Estou sensivelmente desnuda
Em êxtase enrubescido, cor maçã,
Prosto-me aos teus galanteios...

Aos poucos e insistentemente
Meus olhos atraem teus lábios
Em beijos, desejos, sou teu imã!

-Angel-

POEMA: VEM E DANCE...


Vem, vem dançar em brisas
Onde os embalos...
São sons de nossos afagos
Palavras que fervem, mas doces
Tecem por paredes segredos.

Vem, vem dançar em lençóis
Onde os desalinhos...
São compassos de nossos corpos,
Suaves, leves, amantes,
Envolvidos, enlaçados, apaixonados!

Vem, vem dançar comigo,
Onde os sonhos...
São compartilhados, unidos.
Seremos anjos seduzidos, livres,
Depois de atos consumados!

-Angel-

POETRIX: ASAS DE SONHOS....

POESIA:DIA DE ROSA...


As rosas foram feitas para atrair...
Os mensageiros do amor se seduzem,
Encantam-se, perdem-se, apaixonam-se...
As rosas são acompanhadas de uma beleza
Que entre todos os mistérios, o aroma...
Néctar de exuberantes cores, transbordam,
O chama de toda a natureza em festa.

Ah! Os campos de mil rosas!
São mil campos de libertação!

A liberdade em mil cores, amores,
Para sonhar, cavalgar, vagar!
Então, hoje, com razão, eu decreto...
Sem nenhum motivo aparente, DIA DE ROSA!
Em que a lei será ofertá-las e ofertá-las,
Apenas para deixar evidente: Elas merecem!


-Angel-