quinta-feira, 31 de março de 2011

O LAGO DA ESPERANÇA


A água tem este dom: A paz!
Vejo-me assim, refletida
Incorporada, esperança, paz,
Calmaria de movimentos lentos
E contínuos, em busca de algo.
O que seria esse algo?
Um palpite: -Não sei! Não sei!
Ainda não verifiquei nos meus arquivos
Se o passado foi o bastante!
Mas verifico que a esperança
Fala-me de sentimentos que vou viver.
Uma prévia que se espelha na água
Que não seja de lágrimas...
E sim de alegrias, felicidade,
Desejo de movimento do lago
A água da esperança!

-Angel-

terça-feira, 29 de março de 2011

INQUIETAÇÃO


A minha inquietação tem um endereço
Quer um retorno, um carinho.
Quer ter um jeito de quebrar o orgulho.
Quer resumir num beijo a emoção
Ao sentir a tua presença.

A minha inquietação tem um pensamento
Adquire a forma de tua silhueta,
Sente o cheiro de teu rosto,
Abraça por inteiro o teu corpo,
E quer tudo de volta em tua volta.

A minha inquietação tem propostas:
O direito de ter o teu amor,
A tua voz dizendo meu nome,
Que aceites meus defeitos
Que enxugues a lágrima da saudade.

A minha inquietação não tem jeito
Quer outra vez viver essa paixão
Que é te amar!

-Angel-

domingo, 27 de março de 2011

MEUS SEGREDOS...


Os meus medos são absurdos e secretos.
Segredos de nuvens inconstantes
Pensamentos leves e passageiros
Redemoinhos de lençóis de cetim.
O que guardo sobre mim...
Não tem nenhum endereço certo!

-Angel-

SEIVAR


Encontro-me árvore
Mármore
Fixa
Receptiva
Alegria e medo
Faço
E refaço
Natureza divina
Apenas FEMININA!

-Angel-

CUMPLICIDADE




Nos atos mais especiais de amor
Encontra-se latente, a cumplicidade.
Cria-se assim, algo tão importante
Que nem todas as linguagens do olhar
São capazes de traduzir, a confiança.
E amar na lealdade é a mais singular forma
De traduzir em todas as línguas: EU TE AMO!

-Angel-

sexta-feira, 25 de março de 2011

OFEREÇO FLORES...


Meu agora é não querer chorar
Nem sofrer por nada,
Não me desiludir
Não desistir da felicidade,
Esperar a liberdade dos ventos
Esquecer meus tormentos.
Sentir o alívio do perdão
Oferecer flores ou mesmo pétalas
Para a glória da paz
E os sonos dos justos.

Meu agora é não querer chorar
Nem sofrer por nada.
Vou esperar a liberdade dos ventos
Viver e relembrar bons momentos!

-Angel-

BRINCADEIRA: TOP DEZ


1- Liste 10 coisas que você deseja e quer fazer antes de morrer
2-   Indique o Top 10 para dez blogs



๑۩۩۩۩๑

Minha lista:
1-Ser amada
2-Ter coragem em todos os sentidos
3-Ser sempre respeitada
4-Viajar pelo Brasil
5-Ter estabilidade financeira
6- Ter saúde
7-Sentar perto do mar horas e horas...
8-Abraçar sempre...
9-Ser solidária
10-Encontrar meu verdadeiro amor.

๑۩۩۩۩๑

Blogs indicados:
Anjo: Diário do Anjo
Mila:Pensamentos de Mila
Veloso: Baú do veloso
Júnior:Relfexões
Luciano: Portugues é fácil e Belo
Terê: Terê Poesias
Tereza: Blog da Tereza Maria
Catarina: Penteadeira Feminina
Lully: O mundo de poesia
Cidinha: Cantinho da Arte

 ۩۩۩۩
                              

MARÉS


O vai e vem de seu retorno
Molha meu pensamento de papel
Onde sonho acalentei ao seio
Encostado ao coração!
Vê-lo mar, metade onda
Metade homem
Numa inconstância tão íntima...
Saudade marítima
No vai e vem do olhar
Passeio nesse horizonte
Molhando meu sonho cor do céu!

-Angel--

quinta-feira, 24 de março de 2011

IDENTIDADE

A mão é chama, é fogo.
Digitais de vida que pulsa
Respira, transpira, doa,
Diz ou não diz,
Transborda o que é
A quem pertence
A quem se permite
O que se omite.
Marca que persiste
Na qualidade de que é...
Aceitação, negação,
Intenção, abnegação
Mágoa ou perdão;
As linhas se apropriam mãos
Territórios únicos
 Pessoais, de que são...
Pertencentes as identidades.
A identidade de serem humanas!

-Angel-

CALMA


O silêncio me acalma
É abrigo do meu sufoco
A paz dos pensamentos.
Embora a solidão esteja aqui...
Os  rumores são externos
E de alguma forma...
Entre quatro paredes
Sinto que sou protegida.

-Angel-

quarta-feira, 23 de março de 2011

DESEJOS E CANÇÕES


O que desejo, ainda não tem nome
Corpo, sangue, suor ou sentido...
Mas sei que segue a liberdade
Das canções frenéticas do amor
Que a poesia ainda não me segredou.
Mas se for a hora certa
Vou despertar com pétalas
Formando um tapete no chão
Deste distraido coração!

-Angel-

segunda-feira, 21 de março de 2011

MISTERIOSAMENTE SONHAR


O que são os sonhos?
Se todos os seus mistérios
São nebulosos, subentendidos!
Guarnecidos do que se passou
No frenesi de loucas paixões,
Relaxam no reflexo ainda do êxtase.
Misteriosamente, os anjos
Devem ter alguma explicação.
Mas o que seria dos sonhos...
Se nossa lembrança fosse sincera?
Ah! Quero me banhar de ilusões!

-Angel-

SOBRE A DELICADEZA...


Não pense que nascemos delicados,
Adquirimos os valores
No aprendizado que a vida oferece...

-Angel-

PARABÉNS BLOGUEIRO (A)!

ME ENCONTREI...

Nas surpresas da vida:
São estilhaços, a saudade!
São lágrimas, o olhar!
São efêmeras, a felicidade!
São máscaras, a dúvida!

E me encontrei...
Na ira, a fera!!
Na ternura, o anjo!
No desespero, o bicho!
No amor, a mulher!

-Angel-


Obs: A foto acima foi criação da amiga e blogueira Cidinha. Obrigada amiga!

domingo, 20 de março de 2011

SOB LUAS CHEIAS...


As luas cheias são místicas.
São elos entre a terra e o pensamento humano...
Mas onde? Onde estaremos? 
A contemplá-la...A amá-la!

-Angel-


Obs: Foto de Rodrigo Duarte, emprestada do Facebook. Obrigada amigo!

SOBRE A VAIDADE


A melhor maneira de saber se estamos 
Com uma boa aparência,
É tratar bem a parte física.
Energizar o espírito
Pensar sempre positivamente.
Dar voltas e voltas
Na vaidade...Deixá-la exausta!

-Angel-

SOBRE O AMOR...


Continuo acreditando no amor
A grande dificuldade nossa,
Está na forma de senti-lo.

-Angel-

sábado, 19 de março de 2011

ESPELHO MEU




Renuncio
Toda a forma
Vitral...
Onde abriga
Não matinais,
Não o vivo,
Não o oposto,
Revirei o rosto.
Mas o meu mau
É outro
Consumir, consumir
Vou sumir
Nos subterfúgios
Desse mau espelho
Que mostra ruínas
Das linhas 
Fundas de meu rosto!


-Angel-

sexta-feira, 18 de março de 2011

AO ALCANCE DA FELICIDADE






Estou a dois passos de um sorriso largo
Onde o céu de minha boca é todo azul.
No êxtase de nuvens de algodão doce
Tão doce quanto as linhas do rosto.
O que escuto são palavras escritas e ditas
Que separo feito o joio do trigo.
Não há egoísmo de minha parte
Pois quem parte leva só boas lembranças.
Nas canções da felicidade, o amor
Abre e abre a boca mas não fica exausto.
E por terminar esse holocausto 
Da felicidade alcançada...Só há espaço
Para chuvas de beijos, abraços, vitórias!
Enfim, só conseguimos descrever assim...
A doce e pequena realização de um sonho!

-Angel-

segunda-feira, 14 de março de 2011

LIBERDADE


Em minha volta, vejo que o dia
Abre a janela da liberdade...
Vivê-la, é bom demais!

-Angel-

NOS BRAÇOS DA POESIA



O dom que Deus abençoou
Emanou para as mãos
Dos escolhidos, a criação!

Sementes espalhadas pelo ar
Fantasias de rosas, pétalas e canções
Suavidade, simples, doces emoções.

Não há muito o que pensar
O reflexo vem da inspiração,
Murmúrios, vozes, afeição.

A poesia está nas veias
Dos eternos amantes
Onde os anjos omitiu a fórmula.

Mas sei que de cada verso
Uma história, de cada rima
Os sentimentos do agora.

-Angel-

domingo, 13 de março de 2011

HACAI - ADEUS VERÃO


Por sombras e galhos secos
Escondia-me do verão.
Agora, todos molhados...

-Angel-


OBS: Aqui, uma pequena homenagem ao povo japonês, aos hacais, suas inspirações!

A FALTA


Escuto a canção
Música erudita
Vinda da falta
Bruta, oculta, bandida!
Oh! Impiedoso coração!
Por que tanto amor grita?
Rumores de uma ausência tão ouvida
Orquestra mágica
Pássaros, murmúrios, grilos,
A ausência é silêncio universal.
O medo da solidão
Confins de um sonho que não desperta.
Ah! A tua falta, agora, não se descreve!

-Angel-

sábado, 12 de março de 2011

DEDICO-TE




Rabisco o rascunho
Escrevo e reescrevo
Termino e recomeço
Dúvidas e certezas
Sigo e volto...
Mas sabes que retorno
Apenas para dedicar-te...
Sonhos, só sonhos!
E me perder nessa ilusão!


-Angel-

OLHOS



Meus olhos verdes
Rasos e marejados...
De saudades!
Se demoram
Se demoram...
Te exploram
Te exploram...
Em silêncio
Em penumbras...
E se inundam
De simples solidão!


-Angel-

sexta-feira, 11 de março de 2011

SEMPRE À PROCURA DE UMA INSPIRAÇÃO...



Não zombe do presente
Ele pode ser muito bem
A saudade que ficou
Permaneceu batendo forte.

Mas como esquecer
Das manhãs sonolentas?
Das algazarras de adolescentes?
Das bobagens ditas e escritas?

As músicas e os gritinhos
Vão por algum tempo
Fazer parte dessa história
Povoando as lembranças.

Tantas vezes zombei
Fiz pouco caso do agora.
Mas bem sei que amanhã
Alguma coisa marcou.

E sempre em busca de inspiração
Relembro coisas assim...
Sem explicação, apenas poética
Que venha de encontro a emoção.

-Angel-

quinta-feira, 10 de março de 2011

AMAR É...



Lembrar que nunca é lembrar de esquecer...
Amar e amar muito e muito...
Beijar alguém muito e muito especial...
Voltar ao tempo de criança que é bom demais!
Recordar das coisas boas da vida!
Viver intensamente viver!
Saber que alguém se lembra de você.
Amar mesmo em silêncio, alguém que nem sabe...
Escrever inúmeras vezes: Te amo, te amo, te amo...
Se não for possível, dizer: Te adoro, te adoro, te adoro...
Fazer de conta que é amado(a) também...
E assim escrever inúmeras poesias,
Alimentar a fantasia de um outro alguém!

-Angel-

RETORNAR


O dia amanheceu nublado
Triste, querendo chover,
Amargurado mesmo!
Mas e eu? Retornei.
Retornei a te pensar,
Pensar na teimosia
Que é te pensar outra vez.
Ah! Que nublada insistência!
Vou abrir meu sol
Iluminar meu caminho outra vez!

-Angel-

quarta-feira, 9 de março de 2011

O OLHAR...


O olhar diz tudo o que
Os sentimentos não calam,
Falam a linguagem da emoção!

-Angel-

TERNAS NOITES


O frio não foi tão intenso
Não se fez solidão
Nem brincou comigo
Entre as quatro paredes.
Tornou a noite suave
E toda a magia, a paz, a poesia
Se encontraram numa canção...
Eu, o silêncio,o sonho, a emoção.

-Angel-

terça-feira, 8 de março de 2011