quarta-feira, 19 de agosto de 2009


AUTOBIOGRAFIA


Uma aquarela tem várias cores...

Diferentes, cada uma delas

Preferidas, cada uma preferência

Características próprias!

Cetim ou rispidez

Depende do prisma

A razão de quem as VÊ.

Ainda alma pouco iluminada

Percebi a aquarela

Vida minha

Exóticas avenidas

Embora estreitas

Perfeitamente contornáveis!

Desafios fios à fios

Tecidas por mim...

Aquarelas letras

Se revelam em códigos

Canto a canto de mim.

Quero até certo ponto

Ser aquarela assim...

Depois quero descansar

Iluminar e imortalizar

Versos para ti!


-Clécia-

Um comentário:

  1. linda ameii...as melhores poesia e poemas concerteza são fitas po vc

    ResponderExcluir

Obrigada pelo o comentário, que sempre vem acompanhado de carinho!

Bjos...