sábado, 5 de junho de 2010

POESIA: LÁCTEA...PELE


A lácta pele que universalmente
Encontro-me em sonhos
É enamorado das estrelas
Cósmico e por vezes invisível,
Sublime e vulgar...
Vem, habita-me, seduz-me,
Faz comigo loucuras de amar...
E como uma pele láctea,
Nebulosa, estrelar,
Enamora-me em sonhos
E nas nuvens vai iluminado!

-Angel-

2 comentários:

  1. Adorei a poesia!
    Bjs Angel!
    Mila

    ResponderExcluir
  2. Mila! Já estava com saudades de suas visitas! Obrigada sempre!! E volte!

    Beijos e bom domingo!!

    ResponderExcluir

Obrigada pelo o comentário, que sempre vem acompanhado de carinho!

Bjos...